Mato Grosso, 31 de Outubro de 2014 - 15:22:22

Editoriais


Enquete


Notícias

PF deflagra operação e dono da Parmetal está entre os presos

06/11/2012 11:07
Olhardireto
 
 A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça (6) a Operação Eldorado. Cerca de 300 agentes federais desarticulam uma organização criminosa de extração ilegal de ouro que promove a comercialização no Sistema Financeiro Nacional. Entre os presos há agentes públicos e empresários. Três pessoas foram presas em Cuiabá.
O dono da empresa Parmetal, Valdemir Melo, foi detido e encaminhado para a sede da PF nesta manhã. No apartamento dele, no centro de Cuiabá, os policiais encontraram uma maleta com 23 quilos de ouro. O empresário chegou de muleta na PF. A empresa é uma das investigadas. 
Um advogado de São Paulo e a família do empresário acionaram em Cuiabá profissionais para tomar conhecimento das investigações e acusações. O filho do empresário, Arthur Melo, é um dos que também estão na sede da PF. O advogado Saulo Gahyva é responsável pela defesa.
São cumpridos 28 mandados de prisão temporária, oito de condução coercitiva e 64 de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de Mato Grosso e cumpridos em sete Estados: Mato Grosso (MT), Rondônia (RO), Pará (PA), Amazonas (AM), Rio Grande do Sul (RS), São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ).
As investigações tiveram início em fevereiro deste ano e foram desenvolvidas pela Delegacia de Repressão a Crimes Financeiros e Desvio de Recursos Públicos, foi constatado que, além dos crimes ambientais (exploração ilegal de recursos minerais, destruição de áreas de preservação permanente e poluição), a organização criminosa também cometeu crime contra a ordem econômica (usurpação de bens da União), contra o Sistema Financeiro Nacional e lavagem de dinheiro.
O ouro, extraído das áreas indígenas e dos garimpos ilegais, era adquirido por empresas Distribuidoras de Títulos de Valores Mobiliários – DTVMs e, após dissimular a origem, era vendido como ativo financeiro para investidores em São Paulo. Em 10 meses de investigação, foi possível constatar que uma das Empresas Distribuidoras, das três envolvidas no esquema, movimentou mais de R$ 150 milhões.

Categorias

 Policia 
Correio Várzea Grandense / Correio Press - Av. Eurico Gaspar Dutra, Quadra 41, Lote 01, Sala 01. Jardim Aeroporto - Várzea Grande - Telefone: (65) 3029.2830 / (65) 9981-2053